A fisioterapia desportiva é fundamental para que atletas consigam tratar lesões e atingir o seu máximo rendimento durante os jogos. Convidamos um profissional da área para explicar o que mudou no tratamento dos atletas neste período de quarentena e quais os procedimentos adotados para continuar os atendimentos.

O Dr. Marcos Vinicius F. Silvino é Bacharel em Fisioterapia e pós-graduado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem formação em perícia judicial, ergonomia, quiropraxia, dry needling, ventosaterapia, entre outras técnicas. Atua há 10 anos na área de fisioterapia para atletas profissionais, amadores e público em geral.

Acompanhe a entrevista:

Placar Municipal: Qual foi o impacto da quarentena nas atividades de fisioterapia?
Marcos Vinicius: Tivemos que interromper inicialmente os atendimentos eletivos e na sequência tivemos que suspender os de urgência também, isso atrasou e prejudicou a recuperação de alguns pacientes.

PM: Agora com a liberação de algumas atividades pelo governo de SC, como estão sendo realizadas as sessões de fisioterapia?
MV: As sessões estão sendo realizadas de maneira individual, como sempre foram, pois já é característica dos nossos atendimentos no consultório. Também está sendo feita a higienização de todos os materiais e utilização de máscaras pelos pacientes e profissionais. Pacientes com sintomas de gripe não estão sendo atendidos no momento.

PM: Qual a importância das atividades físicas para o público geral nesse momento?
MV: A atividade física realizada sob orientação tem inúmeros benefícios, principalmente para aumentar a imunidade, o bem estar físico e mental, fatores importantes diante do cenário atual.

PM: E, para os atletas, qual a importância de continuar praticando? O que a pausa nos treinos pode causar?
MV: É importante que os atletas continuem mantendo a frequência de treino, mesmo que não seja com a mesma intensidade. Pois além de continuar mantendo os benefícios do exercício físico, não irá perder a aptidão de receber estímulos, o preparo muscular e o condicionamento físico. Tendo em vista que o retorno às atividades pode ser mais difícil e perigoso, pois o atleta corre o risco de se lesionar, principalmente quando tentar retornar com a mesma intensidade, não respeitando o retorno de maneira gradativa.

PM: Existem outras atividades que podem ser feitas para o fortalecimento do corpo durante o isolamento?
MV: Sim, diversos profissionais educadores físicos têm postado em suas redes sociais maneiras criativas de continuar se exercitando mesmo em casa utilizando materiais que todos temos acesso. Então, não podemos usar a situação da quarentena como desculpa para interromper os exercícios físicos.

PM: Você pode dar algumas dicas para atletas e pessoas comuns que precisam realizar atividades e não sabem como começar?
MV: Para mim a dica mais importante é procurar uma atividade que você se identifique, assim a probabilidade de desistência é menor além de trazer um bem estar mental muito melhor, Mas claro é imprescindível realizar essa atividade com orientação e principalmente passar por uma avaliação prévia, para que essa atividade não venha trazer malefícios.

O impacto da COVID-19 no atendimento a atletas

PM: Quais atletas hoje estão fazendo preparação, treinamento e fisioterapia com você?
MV: Hoje estão realizando tratamento atletas profissionais e amadores de idades e áreas diversas como futebol, artes marciais, corrida, musculação, crossfit, entre outros. Alguns já estavam em tratamento ou procuram manutenção periódicas e outros iniciando.

PM: Como está sendo a preparação deles com as medidas de isolamento?
MV: A preparação continua acontecendo. Porém, em alguns casos com menos intensidade, principalmente nos esportes coletivos e de contato, além das adaptações para o uso de EPIs e outras medidas de prevenção.

PM: Você tem levado novas medidas e inovado em alguma área nesse momento, por exemplo, aulas online?
MV: Sim, as orientações escritas para cada paciente de forma individual pelo WhatsApp e coletivas no Instagram já vinham sendo realizadas, mas após a suspensão dos atendimentos, realizei algumas orientações e acompanhamentos dos exercícios por chamada de vídeo para os pacientes que estavam em tratamento.

Palavras chave: fisioterapia, fisioterapeuta de atletas profissionais, fisioterapia na quarentena, quarentena

Carregando

Aguarde...

Ficou interessado?

Nós entramos em contato com você